BEM ESTAR, Saúde

É coisa séria! – Crise Renal

19 de novembro de 2014

Olá pessoal!

Como vocês sabem, meu sonho é me formar em medicina, então decidi criar uma série de posts aqui no blog chamada “É coisa séria”. Nela vou falar sobre problemas de saúde que estão mais presentes no nosso dia a dia do que imaginamos e que não parecem tão sérios como realmente são e as vezes não temos ideia do estrago que podem fazer ao nosso corpo! Um objetivo que tenho com essa série de posts também, é simplificar a linguagem médica para vocês, com a intenção de tudo ficar mais claro!

O primeiro assunto a ser tratado nessa série vai ser a tão temida crise renal, por que tive a infelicidade de passar por ela então sei muito bem do que se trata.  Mas o que pode causa-la? Quais são os sintomas? Como é feito o tratamento? Confira tudo isso e um pouquinho mais aqui comigo!

Primeiramente, deve-se ter conhecimento da importância dos rins para o nosso corpo e qual sua função. Os rins fazem parte dos chamados órgãos vitais por que sem eles simplesmente nenhuma ou quase nenhuma função vital é possível. Eles eliminam toxinas e substâncias que não são necessárias para o nosso corpo (uréia, creatinina, ácido úrico) e mantém o equilíbrio hídrico do organismo, ou seja, controla o nível da água e dos sais nela presentes!

Agora vamos ao assunto principal!

O chamado cálculo renal, nada mais é que o acúmulo de sais minerais e pequenos cristais formando uma massa sólida que pode se instalar em qualquer parte do aparelho urinário: rim, uretra e bexiga urinária.

O que pode causar a formação dessa massa sólida? 

• Geralmente são formadas quando há o excesso de determinadas substâncias no organismo, como cálcio, ácido úrico mas principalmente o Cloreto de Sódio (o sal de cozinha).

• Pode também ser uma questão famíliar, se alguém na sua família já apresentou esse problema, seu cuidado deve ser dobrado, pois as chances de você sofrer desse mal são grandes!

• Homens são mais suscetíveis aos cálculos renais. Isso devido ao estreitamento do sistema urinário masculino sobre o feminino.

• Dietas ricas em proteína, sódio (sal)  ou açúcar são consideradas fatores de risco. Como dito acima, a junção dessas substâncias nos rins, pode causar o surgimento do cálculo.

• Deixei essa pro final por que merece destaque, A FALTA DE ÁGUA!!! É o principal causador de crise renal, e eu vou explicar direitinho o por que: todas as substâncias que juntas formam o cálculo são solúveis em água, logo quanto mais água no organismo, menor as chances de ter excesso delas e menor a chance delas se juntarem formando o cálculo!

E quais são os sintomas da crise renal?

• A principal e mais famosa “Dor Renal”: é uma dor aguda, segundo os médicos praticamente tão forte quanto a dor do parto. Se manifesta dos dois lados das costas, mais intensivamente do lado da formação do cálculo. No início pode ser confundida com dor lombar, mas quando ela realmente atinge seu ponto mais crítico é insuportável e não há posição ou movimento do corpo capaz de amenizá-la.

• Dor ao urinar

• Urina muito amarelada e com cheiro forte. Agora vou dizer uma coisinha pessoal, que o meu urologista disse na minha primeira consulta após a operação para a retirada do cálculo: é simples e fácil de controlar se a quantidade de água no seu organismo está sendo suficiente: veja a cor da sua urina. Quanto mais transparente (igual a água mesmo), melhor e quanto mais amarelada ou escura, pior!

Como é o tratamento da Crise Renal?

Bom, primeiramente é necessário procurar um médico assim que sentir algum dos sintomas acima, por que como eu disse, os rins são órgãos vitais e o mau funcionamento deles pode causar sérios problemas (infecção generalizada por exemplo). Depois de procurar ajuda médica, ele vai fazer os exames necessários (urina, sangue e ultrassonografia) pra ver o tamanho da massa sólida/pedra e se o seu organismo vai ser capaz de excretá-la ou se será necessário um procedimento cirúrgico. Caso seja uma pedra menor que 6mm ela poderá ser expelida com a ajuda de antibióticos e remédios para tal fim. Se for maior que isso, infelizmente o indivíduo terá que passar por um procedimento cirúrgico simples!

Hábitos que devem ser excluídos da sua vida caso você não queira passar por uma crise renal:

Coca-Cola

(Foto: Reprodução/noctulachannel)

Refrigerantes (em especial Coca-Cola)

Refrigerantes no geral possuem EM EXCESSO todas aquelas substâncias que juntas forma o cálculo, fuja deles!!!

miojo2-001

(Foto: Reprodução/Estimulanet)

Macarrão Instantâneo

O maior problema do famoso “miojo” não está no macarrão em si, e sim naquele temperinho que vem com ele! Aquele tempero por mais gostoso que seja possui quantidades altíssimas de cloreto de sódio, o famoso sal de cozinha, maior vilão da crise renal! Uma alternativa que adotei pra mim, é cozinhar o macarrão e passá-lo na manteiga, ou no alho e óleo ou algum tempero que você curta, QUALQUER um será menos prejudicial aos seus rins!

junk_food

(Foto: Reprodução/Foodnavigator)

Junk Food:

Quaisquer alimento industrializado (daqueles que são congelados e para consumir basta colocar no microondas) possuem MUITOS CONSERVANTES que novamente são vilões nessa história. E não preciso nem citar os Fast-Foods da vida né?

Bom galera, é isso! Espero que esse post tenha sido útil e que vocês tenham absorvido um pouquinho do que eu quis passar e como considerações finais digo: bebam bastante água, se hidratem bastante e evitem os alimentos e bebidas acima. Não peço para retirarem totalmente da dieta de vocês por que tudo com moderação faz bem, então só tomem cuidado com a quantidade e não terão que lidar com essa dor horrível e chata que só quem sentiu sabe o que é!

Beijinhos e se cuidem!!!

Você Também Poderá Gostar

Comentários

Deixe seu comentário