Tecnologia

Dicas de fotografia para arrasar nas memórias

31 de dezembro de 2014

Verão, muita gente de férias, e nada melhor para registrar os bons momentos do que boas fotos.

Lá se vão dicas para arrazar nas fotos e garantir boas memórias!

1. Para tirar fotos em dias de sol a melhor hora do dia é a “hora mágica”, mais ou menos meia hora do sol nascer (pra quem gosta de acordar cedo) e meia hora antes do por do sol. A luz é mais difusa e tem um tom dourado. É legal se programar pra estar em um lugar bem bonito. Procure a posição do sol e fique de costas para ele para fotografar. Assim o fotografado ficará iluminado com a luz natural, que é a melhor. Mas se o sol estiver muito forte, pode render rostos franzidos e expressões desagradáveis, o que também não é legal. Procure um angulo que seja iluminado, mas agradável pro fotografado. Se precisar tirar fotos onde o fotografado fique contra a luz, use o flash. Também use o flash quando o sol estiver bem em cima, ao meio dia. Assim se evita sombras no rosto. Mas se o objetivo for fazer uma silhueta, posicione o fotografado bem em frente ao sol, desligue o flash e seja feliz!

2. Para enquadrar a pessoa e um monumento, é melhor que o fotografado não fique muito perto do monumento. Ele precisa se posicionar a uma distância em que o tamanho dele se aproxime do tamanho do ponto turístico na visão de quem está fotografando. O contrario é feito para ter aquele efeito em que as pessoas parecem segurar o monumento. Aí o fotografado deve ficar bem perto de quem esta fotografando, para dar a impressão de que o monumento é muito menor. Como, por exemplo, segurar o Corcovado na palma da mão. Agora, se o objetivo for mostrar a proporção de tamanho entre pessoa e cenário, o fotografado deve ficar pertinho do monumento, o que é muito legal pra pra quem ver a foto ter noção real do tamanho das coisas.

3. Fotos em grupo: se for um grupo grande, procure degraus ou escadas para todos aparecerem. Vale experimentar novos ângulos, abaixar ou subir em algum lugar.

4. Vale tanto fotos posadas como fotos espontâneas. Às vezes, depois de abrir no computador, o fotografado ou o fotógrafo pode não gostar muito. Por isso o legal é fazer tanto fotos posadas, como espontâneas. Faça várias!

5. Nas fotos noturnas, com câmeras não profissionais o alcance do flash não é grande. Funciona se você estiver cerca de um metro do objeto fotografado, no máximo. Mas é legal procurar fontes alternativas de luz, lugares mais iluminados. O uso do zoom óptico prejudica a qualidade da foto, principalmente com pouca luz, ficam borradas. Com pouca luz, a câmera automática é programada para ter uma exposição mais longa. O obturador fica aberto mais tempo para captar mais luz. Isso significa que o “click” vai ser mais demorado. Mais fácil de borrar. Programe o disparo da câmera para 10 segundos e coloque em uma superfície fixa, caso não haja tripé. Ao fotografar pessoas, peça para que elas não se mexam.

OBS: Se você é daquelas que não gosta de usar a câmera no automático e gosta de experimentar, programe sua câmera com o ISO. Ele deixa a foto mais natural e não é usado com flash. Quanto mais claro estiver, menor o ISO. Ele também aumenta a velocidade do disparo. Bom para fotos em movimentos.

6. Busque novos ângulos! Abaixe, levante, deite no chão, suba em algum lugar. Inove. Pense na composição e, ao invés de clicar tudo que vê, pense antes no enquadramento. Centralizar o assunto é o mais comum, mas a foto pode ficar mais interessante se o assunto for enquadrado mais para a lateral. Ajuste o balanço de branco da sua câmera de acordo com o tipo de luz, pois ele afeta diretamente a cor (e a qualidade) da imagem. Alias, conheça sua câmera. Muitas vezes ela rende muito mais do que você pensa. Ande com a a sua câmera por todos os lugares, cenas comuns ou coisas inusitadas podem render fotos incríveis. Mas não se esqueça de aproveitar a viagem. Muita gente se preocupa tanto em fotografar tudo, que passa todo o tempo vendo tudo pelo visor.

Você Também Poderá Gostar

Comentários

Deixe seu comentário