ENTRETENIMENTO

#Meninos e Meninas, eles vão contar tudo!

20 de maio de 2015

Oi, galera, tudo bem? Hoje eu vim falar sobre a peça #MeninoseMeninas que está passando no Teatro das Artes no Shopping da Gávea aos Sábados às 18h e Domingos às 17h. É um musical adolescente, classificação 14 anos, duração de 75min.

Gente, a peça é maravilhosaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, as músicas são incríveis, os atores ótimos e superanimados! É tanto amor por esse espetáculo que já vi 2x. Eu classifico como o melhor musical adolescente atual em cartaz. É tão envolvente a trama… e engraçada também!!! Tem horas que você vai rir, querer chorar, gritar, cantar, ter ataques de fofura… é muita coisa para um coraçãozinho só aguentar hahaha

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

O texto e a direção são da dupla Afra Gomes e Leandro Goulart e eles arrasaram!!!

Afra: Ter escrito e dirigido o “Meninos e Meninas” foi uma delícia. Eu e o Leandro convivemos com jovens há muitos anos, tanto pelos projetos que lançamos, quanto com as nossas turmas adolescentes na Oficina Dos Atores, onde nós também ministramos cursos pra essa galera. Então é natural que a gente fale essa língua e que a gente acabe conhecendo todos os conflitos que passam esses meninos e essas meninas.

Leandro – Além de buscarmos inspiração em algumas histórias reais na hora de escrever um texto como esse, também contamos fatos que aconteceram na nossa própria adolescência – sim, muita coisa ali aconteceu comigo ou com o Afra. Sabe a história da “Ferrari Vermelha”? Eu estava dentro daquele carro e a Gabi realmente existe! (risos) É claro que, dentre tantos assuntos “polêmicos” que abordamos em nossos textos, também estamos levando entretenimento. É com muito humor, música e assuntos que devem ser colocados abertamente, de forma clara, sem preconceitos ou meias palavras, que nós esperamos estimular a formação das plateias futuras.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Afra- Sim, porque ainda existe uma lacuna entre o teatro infantil e o adulto. Precisamos criar o hábito, para que o adolescente sinta-se atraído pelo teatro levando questões do seu universo. Há poucas produções de qualidade atendendo a esse público que precisa ser conquistado. Percebemos essa carência quando levamos para o palco o espetáculo “Garotos” (esse escrito pelo Leandro, totalmente baseado em histórias verídicas da adolescência dele). Foram três anos de sucesso e muitos jovens se interessando pelo teatro.

Leandro – Muitos fãs mantém contato comigo e com o Afra pelas redes sociais falando que gostaram tanto da experiência, que passaram a assistir mais peças, de todos os gêneros! Enquanto outros passaram, inclusive, a escrever ou a estudar teatro. Ou até mesmo relatando que mudaram pra melhor sua relação com a família ou com os amigos após assistir a um texto nosso. Isso é muito gratificante, não tem preço.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Afra – Agora devemos começar a lançar os livros desses espetáculos. Também já existem propostas para que virem séries e longas. Ainda vem muita novidade por aí…

Leandro- Nós continuamos escrevendo pra todos os públicos – seja adulto, infantil… Mas é inegável que essa galera pegou a gente de jeito.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Vamos falar um pouquinho sobre o que é a peça… Conta a história de como é viver a adolescência atualmente com toda alegria, neuras, frustações, paixões… Não tem como não se identificar com algum personagem ou cena. Trata desde assuntos do dia a dia até os mais polêmicos. Por exemplo: homossexualidade, bullying, anorexia, primeiro beijo, como se “enquadrar” em um grupo, a busca pelo seu eu… Os atores são supergatos (rola muita pegação e os meninos tiram a camisa :D) e cantam muito bem músicas que você não consegue se conter e canta junto! E são consagrados como atores teens nacionais. Vou citar alguns para dar um gostinho para vocês. A Larissa Bougleux já fez, por exemplo, “Tudo por um Popstar” da diva Thalita Rebouças, o Eduarto Melo está na novela “I love Paraisópolis” e já fez “Malhação”, o filme “Confissões de Adolescente” e vários outros trabalhos na tv, cinema e teatro (top), a Bruna Griphao fez “Avenida Brasil” e “Malhação”; a Clara Tiezzi era a personagem principal de “Teca na Tv” (eu assistia todos os dias na minha infância hahaha); o Eike Duarte trabalhou em “ Xuxa Gêmeas” e “Amor à Vida”; o Douglas Sampaio participou de “Malhação”; o João Fernandes fez “Avenida Brasil”, “Caminho das Índias”, “Cordel Encantado”, “Gabi Estrella”, o filme “Confissões de Adolescente”… e a Gabi Cavalcanti já fez participações superespeciais em “Malhação” e “Rebeldes” <333

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Eu tive a honra de poder entrevistar essa galera 🙂

Isa: Como é participar de #MeninoseMeninas?

Todos: Incrível!!!

Isa: Você acha que a adolescência é bem retratada na peça?

Malu Guimarães: Sem dúvida! O texto aborda os mais diversos assuntos, e todos de forma bem direta. Além disso a direção é muito dinâmica, tudo muito ágil como é a nossa geração. A peça é divertidíssima, as músicas são a nossa cara, e as coreografias da Anna Magdalena que são incríveis, tudo muito rápido, na mesma vibe da direção. Haja fôlego! (risos) Mas também tem momentos mais tranquilos, que te pegam de jeito e fazem chorar. Todos os detalhes são muito bem pensados. É muito importante que cada palavra, expressão e movimento sejam produtores de sensações, e pra isso nós contamos com uma equipe inteira por trás para fazer cada momento dar certo. Outra marca extremamente importante da peça é a arte mesclada com a função social. A retomada do entendimento social com a expressão artística nos faz crescer e, principalmente, pensar. Fazendo com que a peça mesmo sendo interpretada por adolescentes, possa alcançar a essência humana, independente da idade. Sou muito feliz e absurdamente grata por poder fazer parte disso. Não é mero entretenimento, a parte ideológica para todos nós é imprescindível!

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Isa: Qual a sua cena favorita?

Eike Duarte: Pô, eu sou suspeito pra falar (risos)… É a cena final. Ela fala de amor em todos os aspectos. É uma cena muito importante e delicada de falar. Mas eu tive uma preparação muito bacana do Leandro e do Afra (autores e diretores do espetáculo). Além disso nós conversamos muito. Foi difícil, mas assim que é bom, né? Como ator nós temos que estar preparados pra tudo. Ator não tem cor, não tem sexo. Nós precisamos ser como uma massa de modelar nas mãos da direção e nos adaptar a qualquer personagem. Então eu me entreguei totalmente, como faço com todo papel que me é oferecido. E o resultado é lindo, eu estou amando fazer, é a cena que mais gosto.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Isa: O que você pensa sobre anorexia e bulimia na adolescência?

Vitória Viana: É uma fase em que a gente está com muita coisa na cabeça, tentando descobrir o que a gente quer e o que a gente é direito. Então, tanto meninos, quanto meninas, acabam se espelhando no que a mídia mostra, acreditando que ali não tem maquiagem e que aquele é o padrão que precisamos seguir. E tudo isso estimula a anorexia e a bulimia, que começam como uma bobagem, até que, quando a pessoa menos percebe, já virou uma doença. É quando a menina se olha no espelho e vê algo que não existe. Infelizmente pra algumas meninas é tarde demais quando percebem que estão deturpando a sua imagem, ou que todo esse padrão imposto pela mídia não passa de ilusão. Já outras conseguem ser mais sensatas, ou tem mais sorte, e passam a se aceitar e se amar acima de tudo.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Isa: Qual a sua música favorita da peça?

Bruna Griphao: Nossa! Tem tanta música na peça que fica até difícil falar! Só pode uma? (risos) Então eu escolho a “Who You Are”, da Jessie J.. A música é linda e a cena é muito emocionante! A Juliana Veronezi (diretora musical) junto com o Lucas Corsino (arranjador), fizeram um trabalho incrível, e a galera que canta manda muito bem.

Isa: O que você pensa sobre sexo ser tratado como tabu?

Biel Portela: Cara, eu acho que tudo parte da conversa dos pais, depende muito da família. Mas entre os amigos, a gente acaba falando tudo! E a peça aborda todos os temas exatamente dessa forma livre. Então tudo fica muito natural! Acho muito legal o modo como os nossos diretores, o Leandro e o Afra, tratam tudo sem tabu, sem nenhuma vergonha. Está aí e é para ser mostrado.

Isa: E sobre o amor entre dois meninos?

Biel Portela: Pô, esse é só mais um, entre tantos temas muito legais do espetáculo! A gente não fala sobre ser homossexual, heterossexual, bissexual, trissexual… (risos) Isso pouco importa! O texto fala sobre amor, independente de raça, crença ou sexo. E o que é muito legal, é que muitos pais vem com filhos pra assistir à peça e agradecem no final! Porque tocamos num assunto que eles sempre quiseram conversar, mas não tinham coragem. O espetáculo abre um portal pra isso, dá início a uma discussão saudável que começa na saída do teatro e é levada pra vida. No fim das contas o que fica é que a única coisa realmente importante é ser feliz.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Isa: O que é o amor adolescente para você?

Larissa Bougleux: Na adolescência tudo é muito como um sonho, né? Não se pensa no depois, quando você vai ficar mais velha. Você vive o agora, se entrega. Não é o que acontece quando você cresce.

Isa: Como é atuar em musicais brasileiros maravilhosos como “Tudo por um Popstar” e “# Meninos e Meninas”? Larissa Bougleux: É muito legal, o público que a gente aborda é muito mais carismático, o pessoal te dá muito mais amor e carinho. Eu já fiz peças adultas e não é a mesma coisa. Adolescentes são um público quente, as pessoas se empolgam vendo a peça! É impagável, realmente muito bom.

Isa: Você já tem próximos projetos?

Larissa Bougleux: Por enquanto estou focada no “# Meninos e Meninas”.

Isa: Qual a diferença de atuar para televisão, cinema e teatro?

Eduardo Melo: Atuar é bom nos três! (risos) A grande diferença são os resultados. O bom do teatro é que vemos na hora, e isso é muito maneiro! No cinema demora um tempão, e você fica na maior expectativa para saber como ficou. Já na TV a gente vai acompanhando e, com o tempo, percebendo a reação do público. Então tudo pode mudar a qualquer momento.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Isa: O que podemos esperar de “I love Paraisópolis”? Eduardo Melo: Uma novela muito divertida! Eu estou muito feliz de participar. Eu vivo um menino chamado Joaquim, ainda não posso falar muito sobre ele, mas é bem engraçado. Está sendo muito legal fazer.

Isa: Como foi participar de “Xuxa Só Para Baixinhos”?

Eike Duarte: Foi onde tudo começou! Tenho o maior orgulho desse começo. Eu era criança, tinha seis anos, e fiz o meu primeiro trabalho dançando no “Xuxa Só Para Baixinhos”. A partir daí comecei a fazer shows pelo Brasil todo com a Xuxa. Foi ela quem abriu a porta do mundo artístico pra mim, a primeira vez em que atuei foi num filme dela, o “Xuxa Gêmeas”.

Isa: Como foi participar de “Malhação”?

Douglas Sampaio: Pô, foi irado! Foi muito maneiro mesmo. Lá é onde tudo começa e atuar ao lado de atores muito mais experientes é um grande aprendizado. Foi isso que me deu ainda mais vontade de correr atrás do que eu realmente quero e evoluir como ator.

Foto: Isabela Barcellos

Foto: Isabela Barcellos

Isa: Como foi participar de “Avenida Brasil” e “Caminho das Índias”?

João Fernandes: Essas duas novelas já fazem um tempo… a partir daí eu fiz muitos outros trabalhos. Nessa época eu ainda era muito novo e estava sempre aprendendo. Depois comecei a trabalhar com cinema e teatro, além de projetos meus para crescer como ator, dentre outras coisas que ainda quero ser um dia. Tudo foi um grande aprendizado, surgiram as oportunidades de trabalho e eu abracei da melhor forma que pude.

Isa: Como foi fazer “Malhação” e “Rebeldes”?

Gabi Cavalcanti: Foi ótimo! Eu era muito mais acostumada com o teatro do que com a TV. Então nessas novelas foi onde eu tive a chance de colocar em prática mesmo. E foram experiência incríveis, tudo muito novo pra mim! Ao contrário do teatro, onde já me sentia em casa.

Donzelas, eles te mandaram um superbeijo e estão aguardando vocês lá!

Tá esperando o quê??? Vai assistir logo porque a peça só vai ficar até Domingo 31 de Maio!

Você Também Poderá Gostar

2 Comentários

  • Reply Matheus Pimentel Ramos 22 de maio de 2015 at 08:29

    adoreiiiiiii a reportagem ficou mt top meninos e meninas é demais!!!!

    • Reply Isabela Barcellos 23 de junho de 2015 at 17:47

      Obrigada, Matheus! <33

    Deixe seu comentário