BEM ESTAR, Pé na Tábua

Bonito, Mato Grosso do Sul #ContaMais

9 de junho de 2015

Oi meninas,
Como prometido estou de volta com mais uma dica de viagem no #ContaMais, eu sei – estou um pouco atrasada, mas é que tenho uma mega dificuldade pra fazer as coisas nos dias certos, mas o importante é que agora eu estou aqui né rs’.

Hoje eu vim falar sobre Bonito, no Mato Grosso do Sul, não é um lugar tão desconhecido como quando eu comecei a sonhar em ir, ainda quando criança. Mas não deixa de ser um paraíso nas nossas terras canarinhas que vale a pena ser valorizado. Acho que a gente precisa valorizar mais os nossos destinos, sabe? Temos tantos paraísos com climas tão diversos e só pensamos em meter o pé do nosso BR.

Então vamos lá, Bonito não é um lugar bom pra se visitar no final do ano, já que nessa época as chuvas são escassas e assim o nível dos rios é baixo, os campos estão secos e os animais fogem para campos mais verdes. Vale a pena ir entre os meses de janeiro a abril, julho também pode ser interessante pra quem pretende fazer os passeios relacionados a mergulho.
Google Imagem
Essencial para visitar Bonito é a disposição e a programação com antecedência, já que as aventuras são longas e variadas e as hospedagens e passeios estão quase sempre cheios. Programe-se para passar no mínimo 4 dias por lá, menos que isso não será suficiente pra ver tudo o que o lugar pode oferecer. Não se esqueça de contatar as agências de turismo e passeio locais pra fazer com que seus passeios sejam pra lembrar pelo resto da vida, o melhor é que as agencias cuidam de tudo pra você. Ah contratá-las é essencial, já que não é permitido explorar as maravilhas da cidade sem um guia cadastrado.

Como eu já disse atividades são o que não faltam pro roteiro, mas ir sem um roteiro de atividades pode ser um fiasco, como ir a cidadezinha de interior da vó Clotilde, apenas uma rua principal e fim. Bonito vale pela aventura!

Arborismo, rafting, cavernas, balneários, cachoeiras, grutas aquáticas… Bonito tem de tudo, pra todos os gostos e estilos de vida, mentira, não é ideal pra quem tem nojo de suor ou medo de se sujar.

Como chegar:
Existem algumas, mas poucas linhas de ônibus com conexão direta pra Bonito. O meio mais conhecido e vivenciado é ir de avião até Campo Grande e depois contratar uma van para Bonito por R$80 ou alugar um carro.
De Campo Grande até Bonito são 4 horas de viagem. Há também a possibilidade de pegar um avião pequeno direto pra Bonito, mas essa opção eu nem pesquisei porque não cabe no bolso de quase ninguém.

Pra Revisar, condições pra ter uma boa estadia em Bonito:
Planejamento; agendamento; disposição; espirito aventureiro; além é claro de roupas de banho, chapéus, protetor solar e repelente (não se espante se mandarem você tirar em alguma atividade, pois em algumas dela o uso de qualquer produto na pele é proibido para a conservação das águas e da vida dos peixes <3 ); tênis e amor pela natureza!

É isso e boa viagem 🙂
Não se esqueçam de mandar dicas sobre lugares que gostariam de conhecer mais! E prometo que vou tentar colocar a série em apenas um dia da semana <3

Você Também Poderá Gostar

Comentários

Deixe seu comentário