COMPORTAMENTO

Se permita ser clichê

16 de fevereiro de 2016

​A vida é uma caixinha de surpresas, já dizia aquela peça de teatro. E acho que nunca ouvi uma verdade tão verdadeira. As coisas costumam acontecer quando você menos espera. Quem nunca ouviu aquela máxima “cuide do jardim e as borboletas virão”?
Você deve estar se perguntando o por quê de tantos clichês em um só parágrafo. E tem uma explicação: tem algo mais clichê que as nossas histórias? Algumas são tão óbvias que parecem ser as mais loucas, porque achamos que nunca acontecerá com a gente.
Nossas histórias também se repetem e então você presume que é a vida te dando mais uma chance, afinal de contas, aquilo já aconteceu contigo antes, você não tem mais o direito a dúvida. Agora você não pode mais surtar com a surpresa, deve manter o equilíbrio e se lembrar: onde foi que eu errei? E agora você tem a chance de fazer tudo de novo, mas de uma forma diferente.
Uma das coisas que mais ouvi nesse carnaval foi: se permita! E essas pessoas nunca estiveram tão certas! Quando você se liberta de amarras que te prendiam há alguma situação, a alguém, quando você deixa de lado o seu passado, colocando-o em seu devido lugar, você começa a perceber que as borboletas sempre estiveram ali, mas você tava mais preocupada com a cor da grama.
Se permitir não é sair bancando a louca e surtar. É fazer isso porque você quer. Se tá numa outra vibe, segue o fluxo.. Se permitir é não criar expectativas, é não achar que conheceu o cara dos seus sonhos e pensar em quem vai buscar os filhos no inglês. É pensar em aproveitar cada momento, é dedicar o tempo à felicidade. Vai ter o amanhã? Quem saberia dizer? Mãe Dinah, talvez.
Mas isso você deve levar pra vida, viver cada dia com a permissão de ser feliz. Viver o lado coca-cola, a alegria que vem do fundo mesmo. Até porque, como diria aqueles hermanos barbudos, todo Carnaval tem seu fim.

Você Também Poderá Gostar

Comentários

Deixe seu comentário