COMPORTAMENTO

Folia (nem tão) inocente

5 de julho de 2016

Pula fogueira. Arruma uma caipira. Come milho, canjica e paçoca. Junta os amigos. Monta uma quadrilha. Vira um copo, vira dois, vira cinco. Dança e não para. Olha a cobra! É mentira! Olha a chuva! É mentira!

Olha o assédio! Ops, dessa vez é verdade. Nessa época de festas e mais festas juninas (julinas e se bobear até agostinas), a nossa maior preocupação é arrumar uma boa blusa xadrez, levar um prato de doce ou salgado e pagar pela bebida que vamos consumir e assim, esquecemos que o assédio aumenta nesse período. Não, não é só no carnaval que isso acontece. As nossas queridinhas do meio do ano podem nos render péssimas lembranças também. Apesar de toda alegria e magia presente nas bandeirinhas e no colorido existente, não podemos ignorar toda a maldade e machismo que nos cercam. Você conhece o famoso caracol feito durante as quadrilhas? Pois, então, nele as pessoas formam um espiral e quase sempre se embolam umas nas outras. É exatamente isso que o machismo faz. Te confunde, te desorienta e quando você vê, já está alcoolizada e sendo levada por um estranho para o quartinho mais próximo. Infelizmente, temos que estar sempre atentas aos nossos copos e corpos, uns são batizados e outros abusados.

Viva São João!

Você Também Poderá Gostar

3 Comentários

  • Reply Carol Danelli 9 de julho de 2016 at 10:36

    Muito bom o seu texto, Letícia. Está de parabéns! <3

  • alinebanufra@hotmail.com'
    Reply Aline 16 de julho de 2016 at 22:47

    Puxou a mamãe! Rs. Texto muito bom! Parabéns querida!

    • Reply Lê Sabbatini 22 de julho de 2016 at 17:32

      Muito obrigada! 🙂

    Deixe seu comentário