COMPORTAMENTO

Somos pequenos dentes-de-leão

31 de agosto de 2016

~Escuta essa música aqui~

A natureza é tão maravilhosa que tudo se encaixa.

Sempre gostei de dentes-de-leão sem saber por quê. Via nos filmes aquela espécie de bolinha branca que as pessoas assopravam. Cresci um pouco e descobri que eram lindos para bater fotos, então os usei. Mas nunca soube para que serviam. Eles tinham que ter alguma função, ora, tudo tem! Então, um dia um senhor me viu soprando alguns dentes-de-leão com a minha irmã e nos perguntou se sabíamos para que serviam. Sem obter resposta, ele continuou: “ora, eles servem para espalhar sementes. Mesmo quando você não os sopra, o vento solta todas as sementes e elas vão voando até encontrar um lugar pra ficar e crescem! Dentes-de-leão crescem em qualquer lugar, sabia? Não tem tempo ruim.”

E foi quando eu me toquei como era uma flor instigante. Como eu queria ser essa flor instigante. Era resiliente. Tinha a capacidade de se recobrar facilmente, se adaptar à má sorte ou às mudanças. E tinha um dos papeis mais importantes como flor: espalhar sementes. E talvez eu quisesse ser assim também. Talvez eu quisesse ser capaz de levar sementes a todos os tipos de solo, de ajudar pessoas em todos os lugares que eu fosse, que eu pudesse servir de identificação e de ajuda para pelo menos uma pessoa. E se uma dentre todas as minhas sementes caísse e florescesse, eu estaria feliz. Queria poder levar minhas palavras a quem precisa ouvi-las e causar algo em quem me presencia.

Queria ser resiliente como essa flor. Queria nascer no solo seco, no solo fértil, no concreto. Queria ter a força de uma semente para estar onde ela precisa estar e crescer bela mesmo depois de voar quilômetros sem direção, ser afetada pelo medo do desconhecido e se afastar do que é familiar, mas encontrar, finalmente, um lugar para ficar. Fazer parte de algo maior, resistir à chuva, ao vento, à mão humana, ao concreto, aos carros, ao medo, à insegurança, à dúvida. Nós mulheres temos essa força. A capacidade de ser resiliente existe, mas você precisa encontrá-la. Ela vai surgir quando as dificuldades aparecerem e não espere letreiros azuis com rosa neon piscando; você ultrapassando o dia ruim, a fase ruim, o casamento ruim, a dúvida, o medo de ir atrás do sonho, e a resiliência estará lá. O momento que você levantar a cabeça quando a má sorte chegar, você será uma semente de flor que vai crescer em qualquer solo, porque você é forte, você tem coragem e pode transpor qualquer coisa. Ser mulher é difícil, sua vida é feita de provações todos os dia por ser quem é, infelizmente. Mas não perca as esperanças. Toda vez que você ocupar seu espaço como um dente-de-leão, espalhe sua mensagem, ajude outras pessoas a vencerem seu vento forte e solo ruim.

Eu não perco as minhas esperanças. Vou resiliente a minha maneira. Enquanto isso, vou seguindo os dentes-de-leão.

Você Também Poderá Gostar

Comentários

Deixe seu comentário