COMPORTAMENTO, Tecnologia

Internet e Tecnologia: como viver sem? Dá para “viver” ou seria “sobreviver”?

16 de janeiro de 2017

Não há como viver em pleno século XXI no ano de 2017 sem tecnologia e Internet. Você até vive, mas não “respira”. Como assim, Isa?

A Internet e a tecnologia que nos garante o acesso a essa primeira se tornaram essenciais para o desenvolvimento de diversos setores distintos tanto profissionais, como na área de pesquisas e desenvolvimento intelectual quanto para o próprio desenvolvimento pessoal entre nós seres pensantes.

Você não compra mais um jornal, você entra no site ou no app ou é assinante digital do mesmo. Você não assiste mais novela na hora que passa na TV, você acessa o Globo Play ou o Netflix para ver o desejado na hora querida. Você monta a sua programação, não precisa mais viver em torno de algo que “mandaria” em você. Você pela Internet consegue ler diversos artigos científicos de milhares de partes do globo e o melhor, de forma gratuita. Você não precisa mais comprar milhares de livros e carregar peso, você faz uma pesquisa no Google e a leva de forma prática e nada cansativa no seu iPad. Você não liga mais para as pessoas através do seu celular que agora a última função dele passou a ser a de telefonar. Você manda um WhatsApp ou faz um FaceTime com quem você quiser não pagando custo adicional ao seu pacote de dados.

A tecnologia avança cada vez mais e isso é maravilhoso e temos que usá-la para revolucionarmos na mesma intensidade. Passeatas e protestos são organizados diariamente pelo Facebook. Campanhas contra o câncer, aids, entre outras doenças alcançam muito mais gente após serem postadas na rede. A informação é quase que automática, no século XXI o seu celular é parte integrante do seu corpo e substitui muitos órgãos que são tirados facilmente devido a pouca utilidade como o apêndice e o dente siso que as pessoas mais “evoluídas” atualmente já não o fabricam mais.

Temos que nos adaptar/inovar constantemente. E com isso a tecnologia e a Internet nos proporcionam maneiras de continuarmos sendo esse grupo animal único que é plenamente capaz intelectualmente de produzir e diversificar o já existente gerando inúmeras funções criativas, atraentes e desenvolvidas como o nosso pensamento crítico.

Você Também Poderá Gostar

Comentários

Deixe seu comentário